Tecnologia x pandemia: a importância dos sistemas de gestão em momentos de alta demanda

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Saúde pública sempre foi uma pauta recorrente no dia a dia dos cidadãos: quantidade de atendimentos e leitos disponíveis nos hospitais, consultas e a falta delas, medicamentos, poucos profissionais para uma extensa população. Assuntos importantes que ganham ainda mais notoriedade em momentos como o atual, quando o mundo passa por uma pandemia – situação delicada e única, por muitos especialistas comparada à gripe espanhola que devastou o planeta e matou milhões de pessoas em 1918, assim como ao caos vivenciado durante as duas guerras mundiais. 

O que a gestão pública tem a seu favor, então, ao contrário dos outros grandes acontecimentos registrados décadas atrás? 

Além do avanço da medicina e da ágil procura por novas vacinas e medicamentos, a tecnologia vem somar forças no intuito de amenizar os impactos causados pela crise. 

Sistemas de alta performance auxiliam na tomada de decisão mais ágil e efetiva, além de preservar todo o histórico do paciente para futuras consultas. 

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento da vertical Saúde da Betha, Normenio Momm, instituições municipais que contam com ferramentas de gestão informatizadas têm vantagens consideráveis em situações assim. E uma das principais, ressalta, é a extração de informações sobre a população, em especial daquelas pessoas que estão nas faixas de risco. “Assim é possível identificar pacientes hipertensos e diabéticos, por exemplo, mais favoráveis a ter complicações caso contraiam doença, além de fazer o acompanhamento pós pandemia, já que todo o histórico ficará salvo. Esta é uma situação única, ninguém sabe quais as necessidades dos cidadãos e entidades após a crise passar”.

A mobilidade, uma vez que o sistema está em Nuvem, é outro grande diferencial, já que possibilita a sua utilização fora do ambiente da Secretaria de Saúde. “Muitos municípios estão fazendo centros de triagens e hospitais de campanha e precisam ter essas informações à mão. As soluções cloud permitem tal tipo de adaptação, facilitando a união de forças de diferentes instituições em ambientes construídos especialmente para este momento”, lembra Normenio.

Outro ponto que pode fazer a diferença é a interação entre a saúde e a população, por meio dos aplicativos já disponibilizados ao cidadão. Os S-RES (Sistemas de Registro Eletrônico em Saúde) propiciam informações em tempo real e históricos passíveis de pesquisa que adiantam o trabalho dos profissionais e o conhecimento dos pacientes. “Ter estes dados disponíveis à distância, bem como as vantagens de um PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente), são importantes facilitadores. Não sabemos quais demandas surgirão depois que a pandemia passar, se será necessário algum tipo de acompanhamento pós-traumático ou não. A única certeza que temos é que, quanto mais ferramentas de auxílio, melhor para os profissionais fazerem a gestão dos dados”, diz o coordenador, ao enfatizar: “o fluxo de pacientes é extremamente alto, as exigências crescem a cada minuto. Ninguém pensa ou quer passar por uma situação como esta, mas se porventura ela acontece, é preciso estar preparado para atender da melhor e mais prática forma possível”.

 

Saiba mais

A Betha Sistemas conta com uma linha de produtos em Nuvem pronta para atender a demanda dos municípios na área da saúde. Com ela, os profissionais têm garantida a agilidade na prestação de serviços à população, já que está apta a facilitar os processos relacionados à área. Contando com os sistemas Saúde, Saúde Domiciliar, Social e Saúde Cidadão, a linha supre todas as necessidade e otimiza o tempo dos profissionais. Para saber mais, acesse www.betha.com.br ou solicite uma demonstração para a filial ou revenda que atende o seu município.

Tags> , ,
Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
Sobre o autor
Betha Sistemas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *