Artigo: Funcionalidade de Pesquisa de Preços dos sistemas Compras e Contratos atende aos requisitos solicitados por nota técnica do TCE-SC

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE – SC) publicou, nesta semana, uma nota com orientações a respeito da pesquisa de preços referente às compras públicas. Parte, esta, importantíssima na realização de licitações, compras e contratações de serviços.

A Betha Sistemas sempre se preocupou com o atendimento às exigências legais de todos os estados que atende, bem como com a transparência de dados de licitações, compras e recursos envolvidos.

E justamente por isso, já prevendo a amplitude de dados solicitados pelos tribunais – que vêm aumentando com o passar dos anos e se expandiu ainda mais com a chegada da pandemia – e também atentos à dificuldade de encontrar formas de cumprir o princípio da economicidade na realização das licitações e compras, buscando um preço justo, equilibrando as expectativas da entidade e do fornecedor, a Betha Sistemas disponibilizou, em 2020, nos sistemas Compras Cloud e Contratos Cloud, a funcionalidade de Pesquisa de Preços. Assim, atesta mais uma vez estar à frente das expectativas, tanto das entidades que atende quanto ao acompanhamento dos órgãos fiscalizadores, antecipando os passos e aperfeiçoando os produtos para melhor atender aos seus clientes.

Para encontrar este equilíbrio do encontro do preço justo há uma linha muito tênue entre a realização da licitação nos seus preparativos iniciais até a efetivação da compra, ou contratação de produtos e serviços, pondo ao alcance dos cidadãos toda a sua transparência.

A forma de Pesquisa de Preços dos sistemas Compras e Contratos Cloud atende aos requisitos solicitados na Nota Técnica nº 1/2020, publicada pelo TCE-SC. A funcionalidade permite que o usuário tenha uma variedade de informações, considerando indicadores e filtros, estando, assim, mais próximo de atender os princípios incumbidos na Lei de Licitações, sendo dois deles: o da publicidade, outra vez reforçando a transparência e a divulgação dos trâmites licitatórios, e o da economicidade, julgando a escolha mais vantajosa para o município, atentando-se ainda para um valor justo para o fornecedor.

Disseminar boas práticas para melhorar a eficiência na gestão de compras públicas, por meio do aperfeiçoamento do sistema na realização da Pesquisa de Preços de compras e contratações de serviços, diminui o tempo na preparação da licitação. Isso otimiza o trabalho do servidor público, para que ele possa confeccionar editais com termos de referências mais completos, evita possíveis fraudes e, ainda, maximiza as chances da entidade economizar, administrando os recursos públicos da melhor forma.

Tags> , ,
Compartilhe
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
Sobre o autor
Daniela Taina Bini Marcelino
Analista de Requisitos da Betha Sistemas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *